Caça ao Ovo de Páscoa, uma tradição de renovação

Este ano teremos uma Páscoa, em Mogi Mirim, mais divertida e cheia de desafios com 101 ovos recheados como prêmios, esperando para ser encontrados.

Essa promoção terá uma integração do mundo digital e físico, assim a diversão começará em casa. Acessando a página do Sincomercio Mogi Mirim ou da Secretaria de Esportes (Sejel) no Facebook, o acesso levará o participante ao local da primeira pista onde haverá outra pista e outra…. Decifrando as pistas, se dirigirá à Central da Caça aos Ovos, na Praça Rui Barbosa, retirar o ovo. A “Caça ao Ovo de Pascoa do Sejel/Sincomercio” acontecerá, no sábado de Aleluia, dia 16/04, às 9h00, na Praça Rui Barbosa, a famosa praça da Matriz.

Ah! mais não é apenas a caça que teremos no sábado, haverá também, gincana de corrida de saco, concurso de pinturas e brinquedos infláveis, além, é claro de muita pipoca e algodão doce.

O evento está sendo realizado em conjunto com a Secretaria de Esportes de Mogi Mirim e para o secretário Willian, essa é uma forma de resgatar a magia nas crianças e as velhas tradições, se tudo ocorrer bem, essa caça vai virar tradição em Mogi Mirim. Para o Presidente do Sincomercio, “é uma oportunidade para renovação da vida, que é um dos principais significados dos ovos na antiguidade, eu digo que as crianças precisam ter de volta a alegria de sair de casa e fazer novos amigos e essa caça realiza um pouco disso”.  Para participar, acompanhe as dicas pelas redes sociais. São mais de 100 ovos de 100 e 250 gramas de prêmios e no final um ovo de 2,5 quilos será sorteado entre os participantes.

E para aqueles que gostam de conhecer as origens das tradições, ao longo da história, o ovo é visto como um dos mais tradicionais símbolos associados com a fertilidade, com o ciclo e com a renovação da vida. Com isso, os ovos de galinha, por exemplo, tornaram-se um item para presentear, essa associação esteve presente nos mais variados povos da Antiguidade.

Na Pérsia, por exemplo, era comum que a mesa do jantar fosse decorada com ovos coloridos durante o Noruz, festival que celebrava a passagem de ano na cultura persa. Os ovos coloridos que decoravam a mesa de jantar eram consumidos, no fim da noite.

Na Ucrânia, antes da chegada do cristianismo, os ovos eram considerados uma fonte de vida e vistos como símbolo do renascimento da vida, depois dos rigorosos invernos que atingiam a região.

Na Europa antiga para celebrar a ocasião, existia uma brincadeira em que crianças procuravam ovos decorados em suas casas. No século XVIII, confeiteiros franceses decidiram fabricar ovos de chocolate e decorar o seu interior com bombons. O costume fez sucesso e se consolidou durante o período da Páscoa.

Assim, o que estamos fazendo hoje, não é uma novidade, mas sim, um resgate das tradições milenares e nada melhor para esquecer os dois anos tristes que tivemos pela Covid-19, que celebrar a renovação da vida com os ovos que transmitem todo essa história, cria movimento em nosso comercio, cria vida, cria interesse nas pessoas em sair de casa e ver o sorriso das crianças ao encontrar os ovos, além de poderem saborear o chocolate.

Propiciar alegria às crianças, gerando sorrisos é celebrar a vida. Agende aí, 16 de abril de 2022, às 9h00, na Praça Rui Barbosa, traga seu filho para a Caça aos Ovos de Páscoa!

Boa semana e fique atento às novidades!

Compartilhe!