A verdadeira realidade das empresas

Existe uma profunda falta de conhecimento entre os governantes sobre a importância das empresas, sempre se pensa que o governo é que é importante, e a verdade é que as empresas, mesmo, as pequenas é que sustentam o Brasil girando. Elas mantêm toda a estrutura do governo, falo dos políticos, dos funcionários das prefeituras, dos vereadores e das câmaras municipais, dos juízes e do sistema judiciário, da justiça do trabalho, dos presídios e até das aposentadorias, tudo só sobrevive porque existem empresas na base pagando e suportando os altos e caros impostos. E ainda precisam brincar para trabalhar.

Quase sempre nos esquecemos da importância que uma empresa tem na sociedade. Se você possui uma empresa, já parou para pensar do papel importantíssimo que você está desempenhando? Indiferente do tamanho da sua empresa, ela cumpre um papel de relevância  na comunidade.

Se você tem uma empresa e está em constante batalha para a sobrevivência dela, e se você é um sonhador, que sonha em um dia ter o seu próprio negócio, já se questionou que terá na conta de sua responsabilidade a manutenção de toda a estrutura do país?

Diante desse exposto, é extremamente necessário que as organizações tenham um pensamento estratégico, buscando ter a compreensão do mercado em que estão inseridas, com quais empresas terão de competir, e saberem qual o momento em que o cliente passa a deter uma interação e, até quando, essa interação durará. Sem se esquecerem de que tudo que é planejado agora, poderá sofrer mudanças repentinas dos agentes governamentais.

Alguns acham que as empresas têm apenas o papel de gerar bens e seus proprietários são os beneficiários, essa não é uma verdade, é um equívoco. As empresas desempenham um papel ainda mais importante, como recebem influências de seus clientes, as empresas influenciam a sociedade, geram empregos, movimentam rendas, também contribuem para o desenvolvimento social e ambiental do nosso país, do nosso estado da nossa cidade. As nossas organizações são os agentes modificadores da sociedade.

Essa é a verdade que nossos governantes precisam entender.

Boa semana!

Compartilhe!